16 de julho de 2010

Brincadeiras e Jogos para crianças







1,2,3 e já !

Que tal uma brincadeira para animar a tarde? E se resgatássemos brincadeiras de rua?

Separamos brincadeiras e jogos, de sucesso garantido.




ESTÁTUA
Determine uma área para a brincadeira. Uma criança será o comandante. 
Todas as crianças poderão circular pelo ambiente e ao ouvirem do comandante a palavra " Estátua " deverão ficar imóveis. Caso alguém se mova será o novo comandante, caso contrário, inicia-se novamente a brincadeira. O comandante pode também fazer com que alguém ria fazendo caretas, por exemplo, pois assim ele se mexeria. NÃO VALE CÓCEGAS!

BATATINHA FRITA 
Um Participante deverá ficar de costas para o grupo junto a uma parede. Os demais participantes ficarão na  parede oposta, um ao lado do outro.
Ganha aquele que primeiro encostar no participante de costas.
Para isto, aquele que esta de costas falará “ Batatinha frita 1,2,3”. Enquanto ele estiver falando, os demais participantes deveram andar ou correr ao encontro dele. Porém, quando ele terminar de falar irá se virar e nenhum dos participantes poderá se mover. Caso ao se virar ele verifique alguém se movimentando, o mesmo deverá retornar a posição inicial e recomeçar de lá.

PEGA-PEGA
Brincadeira tradicional onde há um pegador e o objetivo das demais crianças é fugir do mesmo. Ao ser pega a criança torna-se a pegadora. No espaço você pode criar lugares de imunidade onde as crianças, não podem ser pegas, como , por exemplo, um poste ou uma parede determinada.

CORRENTE
Determine uma área para a brincadeira. Uma criança será o pegador. A base do jogo é o Pega-pega, porém com um diferencial, ao ser apanhada a criança deve dar uma das mãos ao pegador e os dois vão, juntos, tentar pegar outra criança que também deverá dar a mão. Assim vai se formando uma grande corrente. A brincadeira segue até que a última criança seja pega.

DURO OU MOLE
Uma das crianças será o pegador. Quando ele encostar em uma criança e disser " Duro " a mesma permanecerá imóvel. O objetivo dele é que todas fiquem imóveis. Porém a qualquer momento que uma outra criança encostar em alguém imóvel e disser " Mole ", ela voltará ao jogo.

CORDA
Enquanto dois jogadores batem a corda, cada um do grupo pula cantando a cantiga e efetuando o que a música pede:
“Um homem bateu na minha porta e eu abri. Senhoras e senhores, pulem num pé só. Senhoras e senhores, ponham a mão no chão. Senhoras e senhores, dêem uma rodadinha. E vão, pro olho da rua!”  (sair).

PASSA ANEL
As crianças se colocam  lado a lado, sentadas ou em pé, com as mãos unidas( palma com palma). Uma delas é escolhida para passar o anel que está entre suas mãos.
Inicia-se o jogo com a criança que está com o anel, passando de uma em uma das crianças, tentando deixar o anel por entre as mãos unidas.
Após passar por todas as crianças, ela já deverá ter deixado o anel com uma delas. Após isso, a criança que estava com o anel e que o passou a outra, pergunta a qualquer uma das crianças, menos àquela que esta com o anel: Com quem você acha que está o anel? Se a criança escolhida acertar continua em seu lugar, caso erre será o passador do anel.
O anel pode ser substituído por uma pedrinha.

GATO MIA
É necessário escolher um jogador que será o pegador na brincadeira. Esse sai da sala enquanto os outros se escondem. Apaga-se a luz e o pegador é mandado entrar. O objetivo é procurar alguém, dos que estão escondidos. O pegador pode tentar fazer ruídos ou dizer algo engraçado para que os "gatinhos" escondidos comecem a rir e sejam mais facilmente encontrados. Ao encontrar, o pegador diz:
- Gato, Mia!
O jogador pego deve miar, disfarçando a voz. O pegador então, deve tentar adivinhar quem está miando. Se ele acertar, o jogador pego passa a ser o novo pegador. Caso não, o jogo recomeça com o mesmo pegador.
Essa brincadeira pode ser feita tanto num ambiente escuro, como com uma venda nos olhos.

ELEFANTE COLORIDO
Uma criança é escolhida para comandar. Ela fica na frente das demais e diz: “Elefante colorido!” O grupo responde: “Que cor?” O comandante escolhe uma cor e os demais saem correndo para tocar em algo que tenha aquela tonalidade.
Se o pegador encostar em uma criança antes de ela chegar à cor, ela será o comandante.

COELHINHO, SAI DA TOCA !
Desenhe círculos no chão com giz. Eles serão as tocas.
Uma das crianças será o comandante ( não terá toca ). Quando ele gritar " Coelhinho, sai da toca !", todas as crianças deverão mudar de círculo(toca). O objetivo do comandante é pegar uma das tocas. Aquela criança que ficar sem toca será o comandante.

PIQUE-BANDEIRA
Divide-se as crianças em dois grupos. O espaço para brincadeira seria como em uma quadra de vôlei com uma equipe de cada lado, mas sem a rede. Ao final do campo adversário será colocada uma bandeira do time oposto. O objetivo é resgatar a bandeira. Porém ao entrar no outro campo, ao ser encostado por um adversário, deverá permanecer imóvel até um companheiro de time encostá-lo.


TANGRAM

O Tangram é um jogo milenar chinês, muito parecido com um quebra-cabeça composto por 7 peças que, unidas de uma determinada maneira, formam um quadrado.
O desafio inicial é montar o quadrado e então chegar ao máximo de formas combinando as 7 peças.
Esse jogo desenvolve a capacidade de concentração, a orientação espacial e exercita a criatividade.

VIVO OU MORTO
Escolhe uma criança para dizer " VIVO " e " MORTO" alternadamente e não, necessariamente, na ordem. As demais crianças deverão, em linha, ficar em pé ao ouvir vivo e abaixar quando ouvirem morto. Aquele que fizer o movimento errado é eliminado.

Esta é a nossa lista.

Em muitos lugares os nomes são diferentes e até mesmo o modo de jogar. Afinal o Brasil é tão grande e diverso, que não poderia ser diferente.

Se sua brincadeira favorita não apareceu na lista, não deixe de colocar no comentário.

2 comentários:

  1. Olá, família Abracadabra!
    Amei o blog e todas as maravilhas que aqui encontrei!
    Que Deus os abençoe e conserve esse talento!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo carinho!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir